terça-feira, 25 de outubro de 2016

Coisas que pessoas com ansiedade gostariam que os outros soubessem



Cada vez vejo com mais frequência ao meu redor pessoas sofrendo de ansiedade, depressão, etc... Eu inclusive já passei por uma fase de depressão (graças a Deus passou) e sofro de ansiedade. Doenças as quais muitos acham ser bobagem, frescura, até passarem pela mesma. Por isso estou trazendo até o blog mais informações sobre este assunto.
Espero que gostem!
..................................................................................

Vejamos o que algumas pessoas que sofrem de ansiedade têm a dizer:

“O que pode parecer irracional para você, é bem real para mim.” 

“Eu nunca sei quando a ansiedade vai atacar. Quando isso acontecer, vou precisar da sua ajuda.” 

“Eu não estou evitando você. Em certos momentos, pode ser difícil falar ao telefone e fazer planos. Não é como se eu não quisesse desesperadamente conversar. É que nem sempre eu consigo.”

“Não desista de mim quando eu me isolar.”

“Ajuda muito quando alguém que eu amo e confio me lembra de respirar fundo.” 

“Seja paciente comigo; a ansiedade nem sempre se manifesta com um ataque de pânico. Ataques de raiva, que parecem uma manifestação extrema de frustração também são comuns.”

“Mesmo quando tudo está bem, eu fico esperando algo horrível acontecer.” 

“Quando estou muito silencioso, não é tristeza, tédio, cansaço ou qualquer outra coisa. Às vezes, acontece tanta coisa ao mesmo tempo na minha cabeça que não consigo perceber o que está à minha volta.”

“Infelizmente, não posso apertar um botão e desligar a ansiedade.” 

“Em alguns momentos, sinto ansiedade, mas não tenho ideia do motivo pelo qual estou ansiosa.” 

“Tudo pode mudar em menos de 30 segundos. Posso ter ataques se houverem muitas pessoas à minha volta, se não houver uma saída conhecida para uma determinada situação, etc.” 

“É sério, não é você, sou eu. A ansiedade generalizada é como estar se afogando o tempo todo. Algumas situações da vida intensificam esta sensação. Não leve para o lado pessoal quando eu tiver dificuldades.”

“Quando você me perguntar se está tudo bem e eu disser que sim, não pense que não confio em você. Na minha cabeça, você pode parar de me enxergar como uma pessoa gentil, divertida e tranquila se souber a verdade.” 

“Desculpe. Peço perdão por cada convite que recusei, por todas as vezes em que pareci irracional ou desagradável porque estava me sentindo oprimida e amedrontada. Peço desculpas pelas vezes que disse que faria algo, mas não fiz. Desculpe por minha ansiedade também afetar você.” 

“A ansiedade não tem um rosto. Não preciso estar tremendo ou ofegando para ter um ataque de ansiedade.” 

“Quando eu fico ansiosa demais para sair de casa, preciso que você me procure. Preciso saber que alguém se importa comigo e sente minha falta.”

“Não me exclua. Minha ansiedade pode me impedir de fazer certas coisas, mas um simples convite pode mudar meu dia para melhor.”

“Por causa da ansiedade, eu analiso as coisas o tempo todo. Por mais que isso seja cansativo, não consigo desligar meu cérebro.” 
 “Não precisa tentar me curar. Por favor, apenas me ame como eu sou.”

“Quero pedir desculpas por todas as vezes que fugi de você. Por todas as vezes que precisei ir embora mais cedo e você não entendeu. Por todas as vezes que precisei lhe dizer não.”

“Na maioria das vezes, você não saberá que estou tendo um ataque de ansiedade se eu não disser.”

“Se eu não me sentir confortável fazendo algo, não insista. Tentar me convencer só piora as coisas.” 

“Muitas vezes, a ansiedade me impede de socializar. Quando eu cancelo algo de última hora, nunca é devido à preguiça ou hostilidade. Saiba que se você precisar de mim, estarei ao seu lado da maneira que eu puder.” 

“Na maior parte do tempo, não sei direito o que acontece na minha cabeça. Eu entendo que posso ser complicada às vezes, mas suas tentativas de me compreender são muito importantes para mim.” 

“Por favor, não me diga para superar isso ou que estou sendo boba.”

“Quando eu cancelar planos com você sem explicar demais é porque tenho medo de admitir que estou sofrendo de ansiedade. Não tem nada a ver com você… é tudo culpa dos meus ataques de pânico.”

“Por mais que eu costume recusar certos convites, continue me convidando assim mesmo. Alguns dias são melhores do que os outros, então minha resposta pode surpreender você. Seja paciente.”

“Não leve para o lado pessoal quando eu não quiser sair. Minha zona de conforto é a minha casa. É o único lugar onde me sinto segura.”

“Quando eu disser que não consigo aguentar mais nada, não é força de expressão.”

“Quando não consigo fazer algo, ninguém fica mais desapontada do que eu. Por favor, tente entender isso.”

“Em alguns momentos, eu só preciso ficar sozinha. Não é nada pessoal. Eu não sou louca. Não tenho problema algum. Só preciso sacudir a poeira e fazer algo divertido. Algumas vezes, preciso ficar sozinha para respirar fundo e me acalmar.” 

“Toda vez que conversamos, cada palavra da nossa conversa passa pela minha mente várias vezes. Se eu disser algo que talvez não devesse ter dito, mesmo que não seja nada do outro mundo, isso pode me deixar obcecada por anos.”

“Eu não me defino por minha ansiedade, então não pense em mim desta forma.” 

“Eu sei que posso parecer ridícula às vezes, mas por favor, me ame assim mesmo.” 

“Dê-me um pouco de espaço, mas não se esqueça de mim.”



FONTE: Site Contioutra (adaptado)